Скачати

Довжина

14,69 km

Набрана висота

483 m

Складність

Посередньо

вниз

483 m

Max elevation

922 m

Trailrank

51

Min elevation

532 m

Trail type

Loop

Час

4 годин 21 хвилин

Координати

1314

Uploaded

29 травня 2021 р.

Recorded

травня 2021
Be the first to clap
Share
-
-
922 m
532 m
14,69 km

Переглянуто 64 раз(и), завантажено 1 раз(и)

біля Merujal, Aveiro (Portugal)


SERRA DA FREITA

- Percurso que ocasionalmente coincide com trilhos oficiais e que permite percorrer uma parte da encosta poente da Serra da Freita, entre as aldeias do Merujal, Trebilhadouro e Fuste;
- Trilho circular, com marcações parciais nos troços comuns com o PR4 VLC - Trebilhadouro e o PR15 ARC - Viagem à Pré-história, com início e fim no parque de merendas próximo do Parque de Campismo do Merujal;
- Ao longo do percurso existem alguns pontos de referência, com destaque para a aldeia recuperada de Trebilhadouro, com o seu casario tradicional agora convertido em unidades de turismo rural, as Gravuras Rupestres do Trebilhadouro, o velho casario rural da aldeia de Merujal, o Vértice Geodésico que permite vistas de 360º sobre a Serra da Freita, assim como as excecionais vistas panorâmicas da costa e ria de Aveiro;
- Misto de caminhos de terra (cascalheira), estradões e ruas pavimentadas (alcatrão e paralelo);
- Trilho com características moderadas, tendo em conta alguns declives mais acentuados, essencialmente na subida desde a Ribeira de Fuste até ao planalto onde se encontra o Parque de Campismo do Merujal;
- Esta encosta da Serra da Freita proporciona vistas panorâmicas de excelência, quer na direção da Ria de Aveiro, quer para a Frecha da Misarela e Radar Meteorológico da Freita;
- A aldeia de Trebilhadouro tem vindo a ser muito bem recuperada. A oferta de alojamento rural é sem dúvida um motivo muito aliciante para justificar a deslocação a esta localidade;
- Este trilho é um percurso relativamente acessível. No entanto, convém ter em conta os troços cujo declive exige boa capacidade física. Se chover, com vento e neblina, as dificuldades serão acrescidas. Botas e bastões são essenciais;
- No seu todo, é um percurso paisagisticamente muito bonito, com vários pontos de interesse e uma aldeia que fica na memória (Trebilhadouro). Será, com certeza, uma excelente opção para se visitar e conhecer.


TREBILHADOURO (PORMENOR)

Outros percursos iniciados próximo do Parque de Campismo do Merujal:
Pela Serra da Freita
PR15 Arouca
PR16 ARC - Caminho Exótico
Planalto da Freita
Trilhos da Freita I
Caminhada invernal
Trilhos da Freita: PR16 (caminhada NOTURNA)


TESTEMUNHOS DOS INCÊNDIOS DOS ÚLTIMOS ANOS

- SERRA DA FREITA
Erguendo-se como um gigante sobre a vila de Arouca, a Freita estende o seu manto verde por terras de Arouca, São Pedro do Sul e Vale de Cambra. A sua magia, o seu encantamento fácil, o ar de paraíso perdido que vai deixando transparecer a quem nela se embrenha, fazem da «Serra Encantada» um dos pontos de passagem e paragem obrigatórias do Arouca Geopark. Atravessar os seus caminhos significa ir ao encontro de pontos da história destas terras, como a Mamoa da Portela da Anta, de pequenas aldeias que se encaixam na paisagem, de fenómenos únicos no mundo, como as Pedras Parideias, e de paisagens de cortar a respiração, como junto à Frecha da Mizarela. Ao longo do planalto, encontramos 17 dos 41 geossítios do Arouca Geopark, condições únicas para a prática de alguns desportos de aventura e percursos pedestres que nos guiam pela beleza singular desta serra.


SERRA DA FREITA

- TREBILHADOURO
A Aldeia de Trebilhadouro pertence à freguesia de Rôge situada no concelho de Vale de Cambra, distrito de Aveiro, perdida nas encostas da Serra da Freita. A origem do nome Trebilhadouro, diz uma lenda popular, que foi por terem sido encontradas três bilhas de ouro nesse mesmo local. O silêncio, a paisagem verdejante e o ambiente de aldeia serrana caracterizam Trebilhadouro e continuam a fazer parte desta pequena aldeia agora convertida num espaço de Turismo Rural ideal para umas férias repousantes, em pleno contacto com a natureza.
Nas encostas da serra da Freita, a aldeia de Trebilhadouro mantém a tradicional casa rural portuguesa em pedra granítica, material que se estende aos caminhos que nos fazem viajar ao passado revendo tradições e costumes. Dedicada durante séculos à agricultura, paisagem ainda hoje marcante na freguesia de Rôge, foi recentemente toda ela recuperada para Turismo no Espaço Rural com mais de 10 habitações, incluindo um pequeno hotel. As eiras, os canastros, bem como o tanque público e a fonte, testemunham o espírito comunitário de outros tempos. É literalmente uma aldeia no meio do nada e onde o tempo parece que pára. É um espaço que nos ajuda a sentir livres dos dias agitados das cidades ou simplesmente dos horários que muitas vezes nos são impostos na sociedade de hoje.
Escondida a uma altitude aproximada de 625 metros e abrigada dos ventos que sopram de Norte, Trebilhadouro, perdeu o seu último habitante na década de 80. Perdeu os seus habitantes, mas ganhou uma nova vida. Com um enorme potencial turístico e com um vincado cariz rural, o facto de ter sido classificada com a marca Aldeias de Portugal ajudou a dar alguma visibilidade. Do alto da serra avistam-se o mar e a ria de Aveiro, bem como outras cidades do Litoral, todo o Vale de Cambra e a Serra da Freita. É também aqui que nasce um ribeiro que desagua no rio Caima, cujas águas servem para regar os campos das aldeias vizinhas. A paisagem é verde, com as encostas em socalcos e a água em abundância. Ao percorrer as ruas estreitas da aldeia facilmente se percebe que é um local estimado. Limpa e organizada, são vários os vasos de flores espalhados, bem cuidados, que dão ainda mais cor à aldeia. Atravessar a aldeia de uma ponta a ponta é rápido, mas percorram-na sem pressas. Há pormenores deliciosos a cada esquina que facilmente deixam a imaginação recriar o som de cantorias, concertinas e violas de antigamente.


FUSTE E RESPETIVOS LAMEIROS
Точка шляху

aldeia de Merujal

Панорама

Panorâmica da aldeia de Fuste

Місце археологічних розкопок

Gravuras Rupestres de Trebilhadouro

As gravuras de Trebilhadouro integram-se na denominada arte rupestre Atlântica, caraterística da região nordeste da Península Ibérica. Foram insculturadas entre o neocalcolítico e a idade do bronze, o que compreende o período que medeia do 4º ao 1º milénio a. C. As gravuras de Trebilhadouro encontram-se num afloramento granítico junto ao solo, ao lado de um pequeno afluente da ribeira de Fuste, a cerca de 1 km da aldeia de Trebilhadouro. Os motivos gravados incluem espirais (que chegam a ter mais de 60 cm de diâmetro), covinhas (muito numerosas e em toda a superfície), linhas (pelo menos quatro) e armas (provavelmente um machado de pedra). Comparando com os conjuntos de gravuras mais próximos, a composição é aqui mais complexa que no Outeiro dos Riscos, mas semelhante à encontrada no Forno dos Mouros. Como nos restantes casos, o seu significado permanece pouco claro, podendo as gravuras estar ligadas ao território ou ter um propósito místico.
Точка шляху

Aldeia de Trebilhadouro

A aldeia de Trebilhadouro está localizada no distrito de Aveiro, concelho de Vale de Cambra. Classificada como Aldeia de Portugal®, é edificada em granito, mantendo a traça da casa rural portuguesa. Mantém a traça original de uma terra de agricultores, mantém as eiras e os canastros, é quase possível ouvir o som das antigas desfolhadas. Praticamente desabitada, foi recentemente recuperada para turismo rural, estando perfeitamente integrada na paisagem florestal e agrícola característica da serra de Trebilhadouro. É um lugar de paz que inspira grandes caminhadas pelos montes.
Панорама

Panorâmica dos lameiros de Fuste

Ріка

Linha de água

Точка шляху

aldeia de Fuste

Вершина

Vértice geodésico

Точка шляху

aldeia de Merujal

Коментарі

    You can or this trail