Час  2 годин 46 хвилин

Координати 2354

Uploaded 21 лютого 2021

Recorded лютого 2021

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
389 m
196 m
0
1,9
3,9
7,74 km

Переглянуто 162 раз(и), завантажено 5 раз(и)

біля Louredo, Porto (Portugal)

VÊ AS NOSSAS FOTOS PARA INSPIRAR A TUA PRÓXIMA AVENTURA
Never Stop Exploring
Caminhantes, trails to inspire your next adventure



TRILHO DE LOUREDO DA SERRA - ROTA DOS BRASILEIROS DE TORNA-VIAGEM

Trilho inserido no Projeto Caminhar pelo Património (paisagístico, monumental, arqueológico, …) de Paredes, que pretende dar a conhecê-lo e a vivê-lo, desfrutando-o e preservando-o. Louredo tem o Rio Asmes, o Parque de Miragaia e a Serra de São Tiago, uma Igreja Matriz que é uma joia e uma Capela, a de São Tiago, num lugar singular, bem como capelas particulares em várias quintas com história(s): a Casa de Ribela, a Quinta de Baixo, a Quinta de Cima, a Quinta de Miragaia, a Quinta de São Bento, a Quinta de São Tiago a Quinta de Sobradelo,…

Trata-se de um trilho circular, com inicio e fim em Louredo, que percorre grande parte do património da freguesia de Louredo. Sendo um percurso curto (7,5kms), e tendo o dia livre, pode-se desfrutar do diverso património com visita a alguns dos espaços, requerendo apenas marcação prévia nos serviços de turismo de Paredes, através do email turismo@cm-paredes.pt. Pode-se completar este percurso com uma boa refeição em, pelo menos, dois locais ímpares: a Cozinha da Terra (Casa de Louredo) e o Solar da Brita (antiga casa da Câmara/Tribunal). Caso deseje pernoitar encontra alojamento no Turismo em Espaço Rural (a Casa de Louredo) e, Alojamento local (a Casa Pelourinho de Louredo e a Moradia Quinta do Sobrado).

O inicio/fim pode ser no Parque de Lazer de Miragaia (GPS: N 41°14'00.1" W 8°20'47.1" = 41.233364, -8.346404) ou em alternativa na Igreja de São Cristóvão, matriz de Louredo (GPS: N 41°14'00.1" W 8°20'47.1" = 41.233364, -8.346404). Optamos por iniciar junto à Igreja de São Cristóvão, é um percurso muito acessível que se percorre com facilidade.

Aqui fica a descrição de alguns dos pontos de interesse in https://www.cm-paredes.pt/cmparedes/uploads/writer_file/document/1726/trilho_louredo_da_serra.pdf

NÚCLEO MUSEOLÓGICO PADRE AMADEU SOARES DA SILVA (ARTE SACRA)
Nasce do sonho de reunir o património sacro de Louredo num só espaço, de forma permanente e visitável. É composto por três salas onde poderão encontrar paramentos, livros, alfaias litúrgicas e pintura. Recuperar o passado para o perpetuar para as gerações futuras foi a grande motivação da equipa do NMPASS.

QUINTA DE MIRAGAIA
É uma antiga e emblemática quinta rural em tempos multo fértil e hoje transformada em casa rural de lazer onde predominam uma variedade de animais em cercas, construídas para o efeito, tais como cangurus, faisões, galinhas, gamos, lamas, patos, pavões e um burro. No arvoredo da quinta, de uma forma livre, abundam outras espécies naturais de seres vivos.

PARQUE DE LAZER DE MIRAGAIA
Espaço de lazer, de caraterísticas rurais, situado no curso do Rio Asmes, com cerca de 53000 m2. De salientar a beleza e a variedade da sua vegetação. Carvalhos, castanheiros, plátanos, magnólias, canas da Índia, choupos, diospireiros, figueiras e outras espécies de grande beleza. No curso do rio Asmes podemos observar, para além das belas condutas de regadio em granito, as quedas de água dos engenhos de serrar madeira, os vestígios de granito dos engenhos, presas e moinhos, onde podemos encontrar um devidamente restaurado e a funcionar em pleno. No leito do rio podemos encontrar cardumes de peixes em fase de reprodução, entre os quais, barbos, bogas, escalas, trutas e enguias. O parque salienta-se pela beleza e enquadramento na sua paisagem natural.

RIO ASMES OU RIBEIRA DE SENTIAIS
Afluente do Rio Sousa, nasce em Sabrosa, passa por Louredo, Gondalães, Madalena e desagua em Castelões de Cepeda. Passa por 3 parques de lazer: o de "Alvites" em Sobrosa, o de "Miragaia" em Louredo e o da "Cidade de Paredes" (onde é conhecido como "Sentiais"). Ao longo das suas margens ainda se podem observar em Louredo, nos lugares de Ribela de Baixo, Outeiro e Miragaia, vestígios de edificações de onze moinhos hidráulicos (um de "cubo"), quatro engenhos de serração de madeiras, açudes, "presas", levadas e regos.

CASA DE LOUREDO (RESTAURANTE COZINHA DA TERRA)
A Casa de Louredo transporta-nos para os séculos XVII-XVIII, tratando-se de uma antiga habitação com características agrícolas que procura em toda a sua forma e estrutura adaptar-se ao meio e às necessidades dos seus ocupantes. Casa de planta em semicírculo irregular, de dois pisos, que se fecham no seu interior com o quinteiro. O piso superior destinava-se à habitação, sendo o piso inferior destinado aos animais e arrumação das alfaias agrícolas. Uma das particularidades desta casa são as Janelas em guilhotina tripla, embora sejam baixas. No pátio interior destaca-se a escadaria em granito, com alguns elementos decorativos nas guardas, que permite o acesso ao piso superior e a uma varanda aberta. Nos dias que correm, a Casa de Louredo acolhe um dos restaurantes de referência ao nível local e nacional - Cozinha da Terra. Associado ao restaurante temos, também, o empreendimento de Turismo no Espaço Rural na modalidade de Casa de Campo.

PRESAS DA HERDADE
A abundância de água e a importância do cultivo do linho é visível nas construções do fontanário, lavadouro público e presas, no lugar da Herdade. Abastecido por água de uma mina empedrada, a água enche 3 presas interligadas por comportas: uma era destinada para curtir o linho e as outras para regadio partilhado por consortes. Trata-se de um bom exemplo para divulgação dos usos e costumes locais.

CASA DA VENDA (ANTIGO SANATÓRIO)
A Casa da Venda é uma construção que data dos finais do século XIX, inícios do século XX, localizada na freguesia de Louredo da Serra, concelho de Paredes. É um edifício de grandes dimensões, construído numa das encostas da Serra de São Tiago e que assumiu um lugar de destaque na localidade. A Casa da Venda é um exemplar tardo-romântico, que incorpora elementos estilísticos difusos de cuja mistura resulta uma linguagem cenográfica da qual a fachada é o elemento predominante. A escadaria existente na fachada principal destaca-se, bem como todo o trabalho de ferro patente quer no vitral da fachada posterior, quer na porta e no vão da escadaria interior. Este espaço é enquadrado por um jardim de grandes dimensões onde se destacam as palmeiras imperiais. Este edifício foi transformado em Estância Climática nos finais da década de 1920. A partir desta data, a Estância recebeu diversos visitantes e foi granjeando prestígio quer em termos nacionais quer internacionais. A Estância de Louredo da Serra recebia doentes que necessitavam de recuperar fisicamente, o "ir a ares", como era habitual nesta época na Europa. Desta forma, o espaço foi adaptado para receber os doentes, como foi o caso da construção de uma Varanda, designada por Varanda da Saúde. Este espaço destinava-se ao repouso dos doentes, sendo para tal instaladas camas e chaise-longues ao longo da referida varanda. No exterior do edifício destacam-se os painéis de azulejos, em azul cobalto e branco, localizados por todo o edifício, quer ao nível do rés-do-chão, quer na fachada principal ou nas fontes. Estes painéis reforçam todo o sentido cenográfico, aumentado pela construção da Varanda da Saúde. "(. .. ) A Varanda da Saúde, a Estância de Louredo da Serra, abrigada dos ventos do Norte pela serra de Santiago e dos ventos do sul por uma enfiada de colinas - possui um microclima que a distingue do clima da restante região. Temperaturas pouco variáveis com pequenas amplitudes térmicas, pequena humidade. Rodeia-a uma paisagem larga e calma, que lhe dá uma quietude compensadora - de que podem aproveitar os doentes depauperados, esgotados do sistema nervoso, de organismo enfraquecido. Esses doentes encontram na Varanda da Saúde o repouso de corpo e de espírito necessários ao seu tratamento".

QUINTA DE SOBRADELO
Quinta predominantemente agrícola, onde ainda hoje se produz um dos melhores vinhos da freguesia, decorrendo as vindimas como antigamente, com uma festa e banquete entre aqueles que se Juntam para colher as uvas. A capela da quinta, com um belíssimo altar em talha dourada é dedicada a Santa Apolónia. No quinteiro, pode ser encontrada uma belíssima fonte, onde corre uma água muito fresca e por muitos apreciada. Ao piso superior da casa acede-se por uma imponente escadaria de granito. Ao passear pela quinta pode ser encontrada uma variedade enorme de árvores, sendo por isso um paraíso natural de rara beleza.

CASA DA CASTRÁLIA
A Castrália terá começado a ser construída no início do século XX e concluída por volta de 1909. Adriano Moreira de Castro é um dos emigrantes que fez fortuna em Belém do Pará e, de regresso à sua aldeia natal, construiu a imponente Casa da Castrália. O conjunto edificado é composto pelo edifício de habitação e por um grupo de construções anexas como a garagem, o celeiro e pequenos espaços de apoio à atividade agrícola. Este edifício apresenta-se com quatro fachadas. Na extremidade sul da propriedade existe um mirante, cuja balaustrada abre-se para o adro da igreja Paroquial de São Cristóvão de Louredo. Todo o conjunto edificado é cercado por um muro, cuja entrada é feita através de um portão em ferro forjado com a inscrição Castrália e a data de 1909. A fachada principal apresenta, no primeiro andar, uma varanda rematada por uma balaustrada. Nesta varanda, estão duas estátuas colocadas nas extremidades representando a figura do Comércio, através do deus Hermes, e uma figura feminina alegórica da Indústria. No rés-do-chão localiza-se a cozinha, a sala de jantar, a sala da música, a sala da geografia/biblioteca e o "Quarto do Bispo". Na fachada sul abre-se uma varanda, para a qual confluem as janelas de sacada da sala de jantar, da sala da música e do escritório/biblioteca. O interior da Castrália suplanta o exterior devido à riqueza iconográfica presente nos espaços de convívio e, sobretudo, a articulação que pudemos encontrar entre o Brasil, mais concretamente, Belém do Pará, e o meio rural de onde um dia partiu. Se tiver a oportunidade de visitar este palacete, não hesite e perca-se pela elegante sala de música, com chão de madeira trabalhado e até água canalizada. Os móveis antigos estão cobertos de pó e de uma patine nostálgica, o que lhes dá muito charme.

SANATÓRIO NOVO
Edifício abandonado num local ímpar da Serra de Santiago. Local alto, solarengo e com bons ares, proporcionando um contacto privilegiado com a natureza. Dizem que foi construído para se criar um sanatório - "o sanatório novo" em contraste com o velho, da Casa da Venda. Encontra-se em propriedade privada.

CAPELA DE SÃO TIAGO
Arquitetura religiosa, quinhentista. Capela de planta retangular composta por nave, capela-mor e sacristia adossada ao lado esquerdo. Fachada principal em empena, rasgada por portal em arco de volta perfeita, encimado por fresta. Junto à capela observam-se três bicas pelas quais jorram água fresca e pura. No interior, retábulo-mor de talha dourada rococó, onde podem ser encontradas as imagens de S. Tiago e S. Caetano. Com origem no século XI e ampliada no século XVI, a Capela de São Tiago, antigamente conhecida por S. Tiago dos Milagres, é referida nas "Memórias Paroquiais de 1758" como capela de São Tiago Novo, muito antiga, com três altares, o mor com São Tiago, uma imagem milagrosa do Crucificado e uma de Nossa Senhora da Assunção. Edificada em zona elevada, na serra de São Tiago, ergue-se num largo com vegetação frondosa e vista para o vale do Sousa.

CASA DA CÂMARA/ANTIGO TRIBUNAL (RESTAURANTE SOLAR DA BRITA)
Trata-se de um a casa rural, tradicional de granito, localizada junto ao Pelourinho e da Forca de Louredo, o que desde logo lhe confere um destaque particular. Inicialmente serviu como habitação no primeiro andar e no piso térreo funcionou como tasca e mercearia. Aos poucos os petiscos confecionados neste espaço foram adquirindo fama, o que levou à criação de um restaurante modesto. Só posteriormente sofreu obras de recuperação e alargamento, para se transformar naquilo que hoje conhecemos como um dos restaurantes de gastronomia típica e de referência para o concelho e toda a região norte. Aqui terá funcionado a Casa da Câmara. Louredo tinha juiz ordinário, quatro escrivães e almotaçaria e contador. A Câmara tinha dois vereadores, um Procurador, dois almotacés e meirinho. As audiências fazim-se em todas as terças feiras. Foi também sede de um pequeno concelho, no período de 1834-1837. A esta data o edifício da Câmara seria “uma casa térrea, sendo só metade assoalhada” que terá sido entregue pelo presidente do extinto concelho à Câmara de Paredes a qual terá vendido em 1914.

FORCA DE LOUREDO
A ladear a antiga via e fronteiro à Quinta de Baixo, observa-se um elemento arquitetónico de singular construção, conhecido por "Forca de Louredo", provavelmente construído no século XIX. Na verdade, desconhece-se a verdadeira função desta estrutura formada por três corpos sobrepostos escalonados e de remate piramidal, mas, o braço curvilíneo rematado em dente, que se projeta do corpo central de cantaria, suscitou a imaginação.

PELOURINHO DE LOUREDO
O Pelourinho de Louredo é um monumento, símbolo do poder local e da Justiça onde eram julgados os criminosos, que nos leva numa viagem pela história, ao tempo que Louredo foi honra, confirmada em 1342, por D. Afonso IV, e muito mais tarde concelho. Implantado junto à antiga via e casa da Câmara, eleva-se a coluna de granito, assente em três degraus e encimada por um remate em forma cúbica cujas faces ostentam as armas de Portugal, com a coroa real no topo. O Monumento é classificado como Imóvel de Interesse Público.

ESCOLA PRIMÁRIA DE ESTRADA, Nº1
Construída entre 1912 e 1918, constituiu uma iniciativa de Adriano Moreira de Castro, importante figura de Louredo, proprietário da Casa da Castrália. Inicialmente era composta por três pisos. O 1º era um armazém e no 2º localizar-se-iam as salas de aulas. O 3º eram as habitações dos professores. Na fachada principal estaria inscrita a seguinte frase: "Depois do Pão a Educação, a primeira necessidade do povo". A escola foi solenemente inaugurada a 6 de outubro de 1918, após uma grandiosa receção na qual esteve presente José Coimbra Pacheco, proprietário da Estância de Saúde de Louredo, e o futuro bispo de Angra do Heroísmo e posteriormente do Porto, D. António Augusto de Castro Meireles. Após a inauguração do edifício, Adriano Moreira de Castro instituiu donativos anuais para que os jovens mais necessitados pudessem frequentar a escola, mas também criou prémios de mérito escolar, que eram atribuídos na festa de Natal que se realizava na escola. Em 1936, Adriano Moreira de Castro recebeu o título de Cavaleiro da Ordem da Instrução Pública, conferido pelo General Óscar Carmona, pois este empenhou-se no fomento da instrução pública na sua localidade.

IGREJA DE SÃO CRISTOVÃO (MATRIZ DE LOUREDO)
Com 300 anos de existência (1716/1719- 2019) é de arquitetura maneirista e barroca. Tem planta retangular composta por nave, capela-mor e anexos adossados às fachadas laterais, possuindo torres sineiras de construção oitocentista. No interior, capela-mor com o retábulo-mor, de talha dourada de estilo barroco nacional, com as imagens de S. Tiago e S. Cristóvão. Arco triunfal de volta perfeita, ladeado por retábulos colaterais e laterais de talha dourada do estilo barroco nacional, dedicados às Santas Mães, Santo António, Senhora do Rosário e a Santo Cristo, formando uma forte unidade decorativa. O arco triunfal, os vãos das capelas laterais e as molduras de granito dos retábulos, ostentam pinturas murais, destacando-se o primeiro, contendo cartela datada (1725). No Interior podem ainda ser encontradas duas belíssimas imagens de S. Manuel e S. Cristóvão.

Pode consultar mais informação em PDF-Desdobrável






Se gosta das nossas trilhas adiciona a tua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Точка шляху

INICIO/FIM (LOUREDO)

Точка шляху

NÚCLEO MUSEOLÓGICO (ARTE SACRA)

Точка шляху

QUINTA DE MIRAGAIA

Точка шляху

PARQUE LAZER MIRAGAIA

Точка шляху

RIO ASMES (OU RIBEIRA DE SENTIAIS)

Точка шляху

PONTELHA SOBRE RIO ASMES

Точка шляху

MOINHO SÉC XIX

Точка шляху

CASA DE LOUREDO/PRESAS DA HERDADE (REST. COZINHA DA TERRA)

Точка шляху

CASA DA VENDA (ANTIGO SANATÓRIO)

Точка шляху

QUINTA DE SOBRADELO

Точка шляху

CASA DA CASTRÁLIA

Точка шляху

PANORÂMICA VALE DO SOUSA

Точка шляху

SERRA DE SÃO TIAGO

Точка шляху

SANATÓRIO (NOVO)

Точка шляху

CAPELA DE SÃO TIAGO

Точка шляху

CASA DA CÂMARA/ANTIGO TRIBUNAL (REST. SOLAR DA BRITA)

Точка шляху

FORCA DE LOUREDO

Точка шляху

PELOURINHO DE LOUREDO

Точка шляху

ESCOLA PRIMÁRIA DA ESTRADA

Точка шляху

IGREJA DE SÃO CRISTOVÃO (LOUREDO)

3 коментарів

  • Фото Terra Mater

    Terra Mater 14 квіт. 2021

    Boa trilha...

  • Фото Terra Mater

    Terra Mater 14 квіт. 2021

    I have followed this trail  перевірено  View more

    Boa trilha.

  • Фото Caminhantes

    Caminhantes 14 квіт. 2021

    Olá Terra Mater!
    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha. Saudações.

You can or this trail