Час  3 годин 39 хвилин

Координати 909

Uploaded 26 лютого 2019

Recorded лютого 2019

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
801 m
648 m
0
1,4
2,8
5,61 km

Переглянуто 875 раз(и), завантажено 77 раз(и)

біля Ponte Caída, Minas Gerais (Brazil)

ATENÇÃO, LEIA A DESCRIÇÃO.

O trajeto contempla visita ao poção e à última cachoeira acessível do Rio das Pedras.

COMO CHEGAR:

A trilha tem início na ponte sobre o Rio das Pedras, na divisa entre os municípios de Santana do Riacho e Santana do Pirapama. Tendo como referência Belo Horizonte, o melhor acesso é via Serra do Cipó, o ponto inicial está a cerca de 150km da capital.

Saia de Belo Horizonte sentido Serra do Cipó pela rodovia MG-010. Após cruzar a ponte estreita sobre o Rio Cipó, entre à esquerda na primeira rotatória, seguindo pela rodovia MG-816 até Santana do Riacho.

Em Santana do Riacho tome a saída para o povoado de Lapinha da Serra, seguindo à esquerda (reto) na primeira bifurcação, tomando a direção do Rio das Pedras. Siga as placas indicativas do Camping Rio das Pedras. Desde Santana são 24km de terra em condições medianas, mas acessíveis a qualquer tipo de veículo.

Para mais informações, utilize a ferramenta "Get driving directions to this location", disponível na coluna à direita, aqui no Wikiloc.

A TRILHA:

O veículo pode ser deixado antes da ponte sobre o Rio das Pedras, local onde há algumas construções na beira da estradinha. Segue-se pela estradinha por mais 750 metros até chegar num portão, pode onde passamos pelo passa-um. A caminhada segue em nível, pela estradinha, por mais 960 metros, até o ponto em que deixamos a estrada e entramos em uma trilha discreta na mata.

O início da trilha está um pouco sujo, não dá pra perceber direito, mas o ponto de referência é logo após uma árvore caída na beira da estrada. De frente a entrada da trilha tem uma estaca fincada na beirada estradinha. Após uma subida moderada a trilha fica mais evidente e logo é preciso cruzar uma cerca de arame farpado. Após a cerca a trilha melhora e passa a seguir uma mangueira até encontrar um caminho mais consolidado.

Seguimos pela trilha em nível e mais a frente tomamos à direita, seguindo paralelo ao Rio das Pedras. Mais a frente há outra bifurcação, mais discreta, em que se pode optar por seguir margeando o rio para chegar aos poços antes do cânion ou atravessá-lo para seguir para a Cachoeira do Rio das Pedras. Primeiro fomos ao poços após o cânion, seguindo mais 630 metros por uma trilha em nível. Há um primeiro poço numa área mais aberta e um segundo poço na saída do cânion.

Para quem vai à cachoeira do Rio das Pedras, existe a opção de subir direto pelo cânion. Todavia é um trecho bem técnico, que exige alguma habilidade de escalada para passar em dois pontos, além de muito cuidado, pois a correnteza é forte. Subindo pelo cânion é preciso atravessar dois poços nadando, o que dificulta o transporte de mochilas. Ao sair da parte mais estreita do cânion são mais 1km pelo leito do Rio das Pedras até a última cachoeira.

Para a última cachoeira o caminho mais simples é atravessando um morro. Para isso retornamos até a última bifiurcação e seguimos por uma trilha que acompanha uma mangueira. Logo chegamos ao Rio das Pedras e o cruzamos saltando pedras. Na outra margem é preciso subir algumas rochas, sempre seguindo as mangueiras. Depois do trecho de rochas aparece uma trilha suja em meio a mata, por onde seguimos. Existem dois pontos onde é possível pegar água neste trecho: uma grota e uma "caixa d'água".

Após subir pela trilha por 360 metros, deixamos o caminhos mais evidente das mangueiras para pegar uma trilha ainda mais discreta, que sobe à esquerda. O início desta trilha está um pouco sujo, em virtude de um trecho de capim com samambaias. A trilha sobe discreta entre a mata e é preciso se atentar aos diversos arbustos espinhosos no trecho. A subida é bem íngreme em alguns trechos e em alguns pontos a trilha é confusa, o que demanda uma boa experiência em navegação.

Após o ponto mais alto tem início uma forte descida em direção ao leito do Rio das Pedras. Já próximo ao rio a trilha se fecha um pouco entre os arbustos. Chegando ao leito do rio logo atravessamos para a esquerda e nos mantivemos nesta margem até chegar próximo a um poção, local em que atravessamos para a direta e subimos por algumas rochas para não passar dentro da água.

Adiante descruzamos o rio para passar por mais um poço. Já perto da queda atravessamos mais uma vez para acessar ao poço da última cachoeira pela direita. Boa parte do trecho pelo Rio das Pedras e pulando pedras, mas a parte final é mais técnica, exigindo até uma escalaminhada em certos pontos, com alguma exposição à altura.

Por fim chegada ao poço da cachoeira, que é bem grande, assim como a queda, que deve se aproximar dos 70 metros de altura. Local excelente para banho, porém as águas são turbulentas devido à força da queda e é preciso atenção e habilidade para nadar no poço.

OBSERVAÇÕES:

- Trilha com dificuldade entre moderada e alta, podendo até ser muito difícil para pessoas inexperientes. Entre os obstáculos estão trechos de subida e descida bem íngremes, pula-pedra, trepa-pedra, exposição à altura e dificuldade de navegação em alguns trechos.

- O acesso para o Rio das Pedras é feito por propriedade particular, portanto é altamente recomendado discrição e rapidez ao passar pelo trecho inicial, antes de entrar na trilha da mangueira. NÃO FAÇA FOGUEIRAS E NÃO DEIXE LIXO NO LOCAL.

- Altamente recomendado fazer essa trilha com tempo firme na região. O Rio das Pedras é um curso que enche rapidamente quando chove. Embora não exista trecho crítico, que apresente risco de vida em caso de enchente, é preciso atravessar o rio uma vez durante a trilha e esta travessia pode ser comprometida com a cheia.
ATENÇÃO: não entre no cânion acima do segundo poço com tempo instável. Uma enchente neste ponto pode ser fatal ou deixar a pessoa ilhada em um local de dificílimo acesso.

- Sinal de telefone (VIVO) no ponto mais alto da rota.

- Boa disponibilidade de água no caminho, já que o Rio das Pedras também é uma boa fonte.

- Não há nenhuma infraestrutura ao longo da trilha, portanto leve água e lanche para passar o dia.

- Trilha com alguns trechos expostos ao tempo, use chapéu e protetor solar.
Перехрестя

Esquerda - trilha discreta

Міст

Ponte Rio das Pedras

Перехрестя

Direita

Waypoint

1º poço

Річка

2º poço - acesso cânion

Річка

Cruzar rio - Seguir mangueira

джерело

Água

вершина

Ponto alto - descida íngreme

Річка

Leito Rio das Pedras

Річка

3º poço - passagem pela direita

Водоспад

Cachoeira do Rio das Pedras

Перехрестя

Acesso rio - seguir mangueira

Waypoint

Cerca

Waypoint

Esquerda - trilha discreta na mata

Waypoint

Portão - início trilha

Terra
Waypoint

Trilha consolidada

WAYPOINT 17
Waypoint

Subir rochas - seguir canos

2 коментарів

  • Фото Fernando Maciel Souto Maior

    Fernando Maciel Souto Maior 19 серп. 2019

    I have followed this trail  перевірено  View more

    A trilha é realmente difícil de seguir (tem buracos de GPS no local, em que o GPS simplesmente fica errático), e também é difícil no nível de esforço. Tecnicamente, é fácil, não precisa de nenhum equipamento especial. Mas não é algo simplesmente pra você ir e pronto. Prepare-se para caminho de cabrito subindo e descendo bastante. A recompensa vale tudo.

  • Фото Hélio Jr

    Hélio Jr 23 серп. 2019

    Obrigado pelo feedback, Fernando. Bons ventos!

You can or this trail